4 de maio de 2015

FindBrazil inicia o atendimento de empresas brasileiras nos Estados Unidos a partir da Flórida.

Depois de perder a liderança para a China em 2009, os Estados Unidos poderão voltar a ser o principal destino das exportações brasileiras em poucos anos, como resultado do coquetel que une queda no preço das commodities, crescimento da economia americana, perda de fôlego da locomotiva chinesa e desvalorização do real. Em janeiro, os embarques para os EUA já superaram os destinados ao país asiático, que tiveram um tombo de 35%.

Se o resultado de janeiro se repetir ao longo do ano, os Estados Unidos poderão fechar 2015 à frente da China. Mas o mais provável é que isso ocorra dentro de dois a quatro anos, segundo projeção de Diane Santos, economista da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex).

No ano passado, os EUA superaram a Argentina e se tornaram o principal destino de exportações de produtos manufaturados do Brasil, com embarques de US$ 15,1 bilhões. Com a recuperação da economia americana e a queda do real no Brasil, esse movimento deve se acelerar em 2015. A previsão de Santos é que a exportação de produtos industriais para os EUA cresçam 6,8% neste ano.

Enquanto vendas para a China são dominadas por produtos básicos, os embarques para os Estados Unidos têm maior participação de bens manufaturados e semimanufaturados. Além de representarem maior valor agregado no mercado doméstico, as exportações industriais estão menos sujeitas às oscilação de preços internacionais que afetam as commodities.

O foco nos Estados Unidos

O foco da unidade de negócios da FindBrazil nos Estados Unidos será na prestação de serviços de suporte à internacionalização, inteligência de mercado, promoção comercial e acesso a investidores. A unidade assistirá empresas brasileiras que já atuam no mercado americano e buscam expandir suas operações, como também as que estão dando os primeiros passos neste sentido.

A FindBrazil-USA será liderada por Edel Pontes, engenheiro brasileiro e residente há quase 10 anos nos Estados Unidos, onde obteve mestrado com foco em Negócios Internacionais. Edel viveu na China em 2008, estudando negócios com os Chineses. Com vasta bagagem na prestação de serviços, Edel atualmente é CEO da VEROCH, manufatura americana que fabrica equipamentos de testes para certificação na segurança de produtos e verificação da conformidade, e vivencia diariamente o conceito de “reshoring manufacturing”; quando manufaturas estão retornando suas fábricas para os Estados Unidos. Edel agrega grande valor a equipe FindBrazil neste momento, quando os EUA reassumem o motor do crescimento global.

Oportunidades para Franquias Brasileiras

Os EUA é o país com maior número de franquias brasileiras, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), que contabilizou 42 marcas com presença no mercado americano, que tem a Flórida como uma porta de entrada para o país. A Flórida, mais especificamente Miami, é por onde a grande maioria das franqueadoras brasileiras entram nos Estados Unidos.

A Flórida é vista como um local mais fácil de começar a expansão por conta da comunidade de brasileiros e latinos que vive lá, além de ser destino comum para quem visita os EUA. A região é também a mais próxima do Brasil. Essa estratégia foi seguida pela Giraffas e Vivenda do Camarão, que iniciaram suas operações pela Flórida.

4 de maio de 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *